Quarta, 28 de Julho de 2021 19:26
18 99746 6403
Polícia Polícia

Polícia Civil faz operação contra organização criminosa que atuou em Parapuã e outras diversas cidades

Dinheiro, armas e outros objetos foram apreendidos nos mandados de busca e apreensão.

17/06/2021 15h58 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira
Fotos: Polícia Civil
Fotos: Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado de São Paulo, por meio da Delegacia de Polícia de Teodoro Sampaio, deu início na manhã desta quinta-feira (17), operação policial denominada “Conexão Paraná” que investiga uma organização criminosa dedicada à prática de roubos de cargas.

 Os trabalhos iniciaram no dia 20 de novembro de 2020, ocasião em que o motorista de um caminhão bitrem, carregado com 36.380 Kg de óleo vegetal foi abordado quando transitava pelo quilômetro 17 da Rodovia Arlindo Bétio (SP-613). Na ocasião, criminosos armados mantiveram a vítima dominada durante toda a madrugada.

Naquela oportunidade, os meliantes conduziram o caminhão com o motorista no interior da cabine até a cidade de Itaguajé (PR), quando então promoveram o desacoplamento dos reboques e o engate da carga em um cavalo mecânico preparado pelos integrantes da segunda célula criminosa, de modo que esse motorista foi reconduzido com o próprio caminhão mecânico até um canavial entre as cidades de Mirante do Paranapanema e Tarabai.

Os criminosos mantiveram o motorista dominado nesse local por toda a madrugada e a soltura ocorreu somente quando a carga chegou no estado paranaense.

A investigação realizada pela Delegacia de Polícia de Teodoro Sampaio avançou e desnudou a estrutura da organização criminosa, que praticou nos mesmos moldes e de maneira violenta, entre os meses de dezembro de 2020 e abril de 2021, ao menos outros 06 (seis) roubos de carga de óleo vegetal e gêneros alimentícios, sendo 03 (três) na circunscrição de Mirante do Paranapanema (SP), 01 (um) na circunscrição de Penápolis (SP), 01 (um) na circunscrição de Euclides da Cunha Paulista (SP) e na circunscrição de Parapuã, totalizando o montante de R$ 1.065.298,58 (um milhão, sessenta e cinco mil, duzentos e noventa e oito reais e cinquenta e oito centavos) somente em relação as cargas roubadas.

O avanço dos trabalhos permitiu a identificação de doze envolvidos na engenharia criminosa, inclusive proprietários de empresa de transporte, empresa de guincho, posto de combustível e negociadores, sendo decretada pela justiça, após representação da Polícia Civil, nove mandados de prisão temporária e 12 doze mandados de busca domiciliar.

As ações estão sendo realizadas nas cidades de Maringá (PR), Sarandi (PR), Mandaguaçu (PR) e Colorado (PR) e até o presente momento, 07 mandados de prisão foram cumpridos e as buscam estão em andamento.

Ele1 - Criar site de notícias