Sábado, 19 de Junho de 2021 07:15
18 99746 6403
Polícia Polícia

Sem CNH, motorista de caminhão suspeito de ter atropelado e matado menino de 8 anos é preso em Panorama

Bruno Gomes da Silva, de 8 anos, morreu após ser atropelado pelo caminhão

10/06/2021 08h07
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira
Sem CNH, motorista de caminhão suspeito de ter atropelado e matado menino de 8 anos é preso em Panorama

Um homem de 32 anos foi preso na noite desta terça-feira (8), suspeito de ter atropelado e matado um menino de 8 anos, em Panorama.

Conforme a Polícia Civil, o rapaz conduzia um caminhão e atropelou o garoto na Rua Ivan Ignácio da Silvano, no bairro Nosso Teto, e não parou para prestar socorro.

Ainda segundo a corporação, o motorista foi preso após ter sido encontrado em sua própria casa e o veículo estava estacionado em frente à residência. A polícia confirmou que ele não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e se recusou a fazer o teste do bafômetro.

O suspeito passou por audiência de custódia na Justiça nesta quarta-feira (9), onde teve a prisão preventiva decretada. Ele foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caiuá.

A vítima é o estudante Bruno Gomes da Silva, de 8 anos. Ele foi velado no município e o corpo foi levado para Piracicaba (SP), onde será sepultado.

Familiares da vítima relataram à TV Fronteira que o garoto morava com o pai, em Panorama, já que a mãe está em São Paulo (SP) para tratamento de um câncer.

Foi informado também que o pai do garoto estava em casa preparando o jantar, quando o filho e um amigo, também criança, foram até uma padaria. Na volta, aconteceu o acidente.

Homicídio culposo

Conforme o Boletim de Ocorrência, o atropelamento foi às 18h57. A Polícia Militar foi acionada para uma ocorrência de acidente de trânsito no cruzamento da Rua Ivan Inácio da Silva com a Rua Júlio Barata, onde uma criança havia sido atropelada.

Ainda de acordo com o BO, o motorista realizou uma "conversão à direita, bem próximo à sarjeta, e atropelou a vítima".

Uma testemunha passou as características do caminhão aos policiais, sendo um veículo basculante de cor azul. A testemunha também afirmou aos policiais que "gesticulou com os braços e gritou ao motorista do caminhão para avisá-lo do atropelamento. No entanto, o motorista deixou o local e foi embora".

A PM também utilizou imagens de câmeras de segurança para identificar o veículo, que foi localizado estacionado em uma rua no Jardim Aeroporto.

O condutor foi localizado em sua casa e explicou que "havia ingerido bebida alcoólica (cerveja) e depois conduzido o veículo e transitado no endereço do atropelamento, motivo pelo qual foi encaminhado à delegacia".

No BO consta que foi possível visualizar no para-lama traseiro do caminhão "vestígios aparentando ser tecido de corpo humano (massa encefálica) da vítima".

Foi solicitado exame pericial no local do acidente e no caminhão.

O homem foi preso e o caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor, levando em consideração também que o motorista estava sob influência de álcool e não tinha permissão para dirigir.

Ele1 - Criar site de notícias