Sábado, 19 de Junho de 2021 05:35
18 99746 6403
Polícia Acidente

Motorista é presa por homicídio após bater carro contra moto com o marido e outra mulher

Moto foi prensada contra um muro em Paraguaçu Paulista (SP) e a mulher que estava na garupa morreu; suspeita foi indiciada por homicídio doloso, mas foi solta em liberdade provisória.

07/06/2021 08h39
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira Fonte: Informações G1
Motorista é presa por homicídio após bater carro contra moto com o marido e outra mulher

Uma mulher foi presa por homicídio doloso e tentativa de homicídio doloso na tarde deste sábado (5), em Paraguaçu Paulista (SP). Segundo a Polícia Civil, Maria Cristina Correia de Souza, de 43 anos, dirigia um carro quando teve a intenção de atingir a moto onde estavam o marido e uma mulher, que morreu no acidente.

No fim da manhã deste domingo (6), a polícia informou que a motorista teve a liberdade provisória concedida em audiência de custódia e vai responder pelos crimes em liberdade.

No acidente, a moto foi prensada pelo carro contra o muro de uma casa na Rua Antônio Machado, no Parque das Acácias. A auxiliar de limpeza Eunice Aparecida Damásio, de 45 anos, que estava na garupa, chegou a ser socorrida pelos bombeiros, mas morreu no hospital.

Já o homem que pilotava a moto, o mecânico Luiz Antônio da Silva, de 41 anos, marido da motorista e com quem tem um filho de 10 anos, também foi socorrido e permanece internado.

Após o impacto, que chegou a fazer um buraco no muro do imóvel, os dois que estavam na moto ficaram sob o veículo. Com a ajuda de moradores da região, o carro foi retirado para atendimento das vítimas. A motorista do carro não teve ferimentos, mas recebeu atendimento médico. Em seguida, foi levada à delegacia.

No boletim de ocorrência consta que a motorista do carro negou ter atingido a moto propositalmente. A polícia, porém, sustenta que as evidências mostraram o contrário. Maria Cristina Correia de Souza disse que desconfiava que o marido tivesse outro relacionamento.

No fim da tarde de sábado, Maria Cristina disse que foi até a casa da vítima, que era inquilina do imóvel pertencente a ela e ao marido, para cobrar o aluguel. Neste momento, viu o marido na moto com a mulher. Em seguida, pegou o carro e foi atrás dos dois, mas que no local do acidente não conseguiu desviar da moto.

A perícia técnica esteve no local. Os celulares da motorista e da mulher que morreu foram apreendidos. A suspeita passou pelo teste do bafômetro e o resultado deu negativo.

Na avaliação da delegada Marisa Isabel Tardin, que atendeu a ocorrência, a motorista agiu “no mínimo com dolo na conduta inicial de atingir as vítimas”. Segundo a delegada, a ação deu causa ao acidente e a culpa foi agravada com a morte da vítima e lesão no marido.

Como as penas somadas aos crimes não permitiam fiança, ela permaneceu presa até este domingo pela manhã, quando recebeu o benefício da liberdade provisória concedida pela Justiça.

A Santa Casa de Paraguaçu Paulista não informou o estado de saúde de Luiz Antônio da Silva, mas a Polícia Civil informou que seu estado era grave, mas estável até o início da tarde deste domingo.

O corpo de Eunice Aparecida Damásio foi velado neste domingo pela manhã e o enterro aconteceu no início da tarde, no Cemitério Municipal de Paraguaçu Paulista.

Ele1 - Criar site de notícias