Sábado, 19 de Junho de 2021 05:19
18 99746 6403
Polícia Polícia

Caminhoneiros são encontrados amarrados em pasto após roubo

Quatro criminosos acabaram presos por porte ilegal de arma e confessaram o roubo.

27/05/2021 09h29
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira Fonte: Informações Marília Notícias
Caminhoneiros são encontrados amarrados em pasto após roubo

Dois caminhoneiros, de 29 e 44 anos, foram assaltados e tiveram os caminhões levados por criminosos na segunda-feira (24), no Distrito Industrial, zona Norte de Marília. O caso foi descoberto e registrado na Polícia Civil na terça-feira (25).

A Polícia Militar foi acionada com a informação de roubo de caminhões. O dono de um sítio entrou em contato e disse que encontrou dois homens amarrados no meio do pasto.

Quando os policiais chegaram no local, as vítimas já estavam desamarradas, sentadas no chão, próximo à estrada velha de Vera Cruz (distante 17 quilômetros de Marília). Os dois estavam embriagados.

Questionados, os caminhoneiros contaram que foram contratados via telefone por um empresa de Marília, para que na segunda-feira, às 12h, comparecessem na rua Antônio Tanuri, no Distrito Industrial, para fazer um carregamento de tintas e açúcar.

Os dois chegaram juntos ao local e foram surpreendidos por dois criminosos, que lhes renderam e anunciaram o assalto. Os ladrões colocaram as vítimas dentro de um veículo e os levaram, provavelmente, para uma chácara, onde foram obrigados a ingerir bebida alcoólica a noite toda.

Quando estavam embriagados e com as condições psicomotoras alteradas, as vítimas foram levadas para o meio de um pasto, amarradas e abandonadas no local, onde acabaram sendo encontradas pelo sitiante, que as desamarrou e deixou na estrada, acionando a polícia.

Os caminhoneiros não apresentavam lesões, mas passaram por atendimento médico no Hospital das Clínicas (HC), devido ao estado de embriaguez.

Durante o registro da ocorrência, a delegacia de Itatinga (distante 232 quilômetros de Marília) entrou em contato com a Polícia Civil em Marília, dizendo que estava ciente do caso que estava sendo registrado.

Os policiais daquela cidade disseram que a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) havia abordado quatro suspeitos em um carro, na praça do pedágio da Rodovia Castelo Branco (SP-280), em Porangaba (distante 287 quilômetros). Com eles, foi encontrada uma arma de fogo calibre 32, com cinco cartuchos intactos.

Os homens tinham sido levados para Itatinga para a lavratura do registro de porte ilegal de arma de fogo e confessaram o roubo aos caminhoneiros.

Foram presos Jeferson Felix dos Santos, de 27 anos, Leonardo Aparecido Belmiro dos Santos, de 19, Caio Gundin da Silva, de 20, e João Baptista da Silva Neto, de 22. Todos são naturais de São Paulo. Eles vão responder por roubo, associação criminosa, sequestro e cárcere.

No carro em que estava a quadrilha, a polícia localizou os documentos de uma das vítimas e de um dos caminhões, além de dinheiro e celulares.

João acabou confessando que estavam vindo da região de Marília e chegou a falar da prática de um furto em residência.

Após consulta, a placa existente no documento do veículo recuperado revelou que o caminhão foi apreendido em Arapongas/PR, na noite de segunda-feira (24), com a prisão em flagrante do motorista, cuja identidade não foi revelada.

Os acusados acabaram confessando o crime e contaram que resolveram embriagar as vítimas para não matá-las.

Os homens contaram como era a atuação de cada um deles na organização criminosa. Jeferson era quem simulava a entrevista com os motoristas, qualificava os caminhões e entretinha as vítimas até a chegada de João Batista, que era quem portava a arma, abordava e as rendia.

Leonardo era responsável pelo cativeiro. Caio o motorista encarregado de dar fuga ao grupo. Os assaltantes permaneceram à disposição da Justiça.

Ele1 - Criar site de notícias