Domingo, 07 de Março de 2021 11:21
18 99746 6403
Cidades Doação

Santa Casa de Parapuã e Lar dos velhos recebem kits de fronha e lençol produzidos e doados pela Penitenciária Feminina de Tupi Paulista

Instituições de Osvaldo Cruz e Salmourão também foram beneficiadas.

16/02/2021 09h15 Atualizada há 3 semanas
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira Fonte: Informações: Prefeitura de Osvaldo Cruz
Santa Casa de Parapuã e Lar dos velhos recebem kits de fronha e lençol produzidos e doados pela Penitenciária Feminina de Tupi Paulista

Entidades de Osvaldo Cruz receberam nesta semana kits de fronha e lençol produzidos e doados pela Penitenciária Feminina de Tupi Paulista. Ao todo foram entregues 450 kits de lençol, forro de cama e fronha para entidades da região na última quinta-feira (11).

A entrega foi realizada no Fórum de Osvaldo Cruz e contou com os representantes da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Osvaldo Cruz, Lar São Vicente de Paulo de Osvaldo Cruz, CATOC (Centro de Apoio Terapêutico de Osvaldo Cruz), Casa da Esperança ‘Emil Wirth’ de Salmourão, Lar dos Velhos de Parapuã, Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Parapuã e Centro Dia do Idoso de Osvaldo Cruz.

A confecção dos kits ficou a cargo do Projeto de Qualificação Profissional de Mulheres Presas da Penitenciária Feminina de Tupi Paulista.

O Projeto conta com a parceria do Poder Judiciário para compra dos materiais através do Juízo responsável para executar a pena ou medida alternativa de prestação pecuniária decorrentes de condenações criminais e com intermédio da Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” (FUNAP) para qualificação das costureiras.

O projeto tem o apoio das empresas Trinys (de Osvaldo Cruz) e Portage (de Adamantina) e como auxílio do Diretor Técnico III da Penitenciária de Osvaldo Cruz, Jesus Ross Martins.

FABRICAÇÃO

Compostos por lençol, forro de cama e fronha, os kits foram produzidos por 60 reeducandas do regime fechado, capacitadas pelo Centro Estadual de Educação Tecnológica “Paula Souza” em curso de costura de 160 horas/aula na unidade prisional.

As mulheres são qualificadas a operar máquinas diversas como overloque, reta e de corte, além de aprender técnicas de montagem e costura de peças de rouparia de cama e noções básicas de empreendedorismo, com palestras temáticas sobre o assunto.

“A participação das reeducandas no projeto atribui aspectos de responsabilidade diante dos próprios atos. Elas entendem que podem recomeçar e que não estão desacreditadas. Assim, podem ir em busca de projetos futuros e diminuir o prognóstico de tornar a reincidir”, explica a diretora geral da penitenciária, Adriana Alkmin Pereira Domingues.

BENEFICIADOS

Além de oportunizar capacitação profissional, a atividade resulta em uma ação de cunho social, que culmina na doação do material produzido às instituições da região. A estimativa é de beneficiá-las com cerca de 3 mil kits hospitalares.

Esta edição foi proposta ao Juiz da Comarca de Lucélia, Dr. André Gustavo Livonesi, que esteve presente na cerimônia de entrega ao lado de representantes das entidades beneficiadas citadas.

ENTIDADES BENEFICIADAS

:: Santa Casa de Misericórdia de Osvaldo Cruz: 120 kits

:: Lar São Vicente de Paulo de Osvaldo Cruz: 40 kits

:: CATOC – Centro de Apoio Terapêutico de Osvaldo Cruz: 20 kits

:: Casa da Esperança ‘Emil Wirth’ de Salmourão: 40 kits

:: Lar dos Velhos de Parapuã: 70 kits

:: Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Parapuã: 100 kits

:: Centro Dia do Idoso de Osvaldo Cruz: 20 kits

 

Ele1 - Criar site de notícias