Segunda, 08 de Março de 2021 06:15
18 99746 6403
Polícia Polícia

Trio demonstra nervosismo durante abordagem e policiais encontram carga sem nota fiscal avaliada em R$ 500 mil

Foram apreendidos aparelhos eletrônicos, 80 mil essências de narguilé, 50 mil relógios de pulso, 100 mil isqueiros e 30 mil óculos de sol.

15/02/2021 09h07
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira Fonte: Informações G1
Fotos: Polícia Militar Rodoviária
Fotos: Polícia Militar Rodoviária

A Polícia Militar Rodoviária apreendeu diversas mercadorias sem nota fiscal que eram transportadas em um caminhão. A ocorrência foi neste domingo (14), na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), km 654, em Dracena. O valor da carga foi estimado em cerca de R$ 500 mil.

A abordagem foi por volta das 11h30. O veículo com placas de Adamantina transitava sentido Tupi Paulista a Junqueirópolis. “Durante a fiscalização, o condutor e mais dois passageiros apresentaram certo nervosismo gerando suspeita de que poderia haver algo de ilícito no veículo”, informou a corporação.

Na carroçaria havia várias caixas contendo diversos produtos entre materiais para narguilé, relógios, óculos, cadeados, isqueiros, e aparelhos eletrônicos. Ainda conforme a polícia, a mercadoria oriunda do Paraguai não tinha documentação fiscal.

No veículo havia:

  • 3 celulares
  • 80 mil essências de narguilé
  • 641 papéis de seda para cigarro artesanal
  • 300 frascos de perfume
  • 50 roteadores
  • 50 Hds
  • 30 telefones sem fio
  • 1.100 controladores de calor para narguilé
  • 240 varas de pesca
  • 4.200 cadeados
  • 50 mil relógios de pulso
  • 100 mil isqueiros
  • 30 mil óculos de sol

Diante dos fatos foi dada voz de prisão em flagrante delito aos averiguados pelo crime de contrabando/descaminho e apresentados com o veículo e as mercadorias na Polícia Federal de Araçatuba (SP), onde o delegado de plantão ratificou a voz de prisão, registrando o boletim de ocorrência próprio.

O veículo e a carga foram apreendidos e o motorista e os passageiros foram presos por infração ao artigo 334 e 334-A do Código Penal Brasileiro. “Eles permaneceram naquela unidade sob custódia dos policiais federais para posterior encaminhamento à Audiência de Custódia”, afirmou a Polícia Rodoviária.

Valor estimado das mercadorias é de R$ 500 mil — Foto: Polícia Rodoviária

Valor estimado das mercadorias é de R$ 500 mil — Foto: Polícia Rodoviária

 

 

Ele1 - Criar site de notícias