Sábado, 27 de Fevereiro de 2021 21:14
18 99746 6403
Polícia Crime

Pompeia: Fabrício confessa que matou e enterrou esposa; filha foi morta por perguntar da mãe

Crime aconteceu em Pompeia e Fabrício foi preso em Campo Grande, na tarde de ontem

09/02/2021 14h49
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira Fonte: Informações Portal NC
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Karoline Vitória dos Santos Guimarães, de 9 anos, foi morta aproximadamente 25 dias depois da mãe, Cristiane Pedroso dos Santos Arena, de 34 anos. É o que detalhou o assassino Fabrício Buim Arena Belinato, de 36 anos, em depoimento na manhã desta segunda-feira (9), ao delegado de São Paulo, Cláudio Anunciato.
O delegado foi até Campo Grande onde o criminoso foi preso na segunda-feira (8), em uma obra do Jardim Macaúbas. Segundo a versão do assassino confesso, a mulher foi morta após um desentendimento. Ele alegou ter agido em legítima defesa após a esposa ter pego um canivete e o ameaçado. Ele teria matado Cristiane com duas facadas no abdômen e depois a enterrou, em novembro de 2020, em frente à residência onde moravam, em Pompeia.
No depoimento, Fabrício ainda relatou que matou Karoline Vitória após a enteada de 9 anos sentir falta da mãe e questionar o "sumiço". Karoline foi morta 25 dias depois da mãe, e teve o corpo enterrado em um canto do quintal da residência. O casal estava a aproximadamente 5 anos juntos.
Fabrício estava sendo procurado desde quando os corpos foram encontrados, em 2 de fevereiro. No dia 30 de janeiro, ele já se adiantou e veio para Mato Grosso do Sul. Ficou em Bataguassu até o dia 5, foi quando resolveu vir para Campo Grande, onde foi encontrado. Ele veio com o próprio veículo e nele dormia.
 
Ele1 - Criar site de notícias