Domingo, 17 de Janeiro de 2021 15:19
18 99746 6403
Polícia Tent. de homicídio

Polícia registra tentativa de homicídio em praça de Tupã

Acusada muito exaltada desferiu três facadas nas pernas da vítima que foi socorrida em estado grave.

30/12/2020 09h02
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira Fonte: Informações Bastos Já
Polícia registra tentativa de homicídio em praça de Tupã

Uma mulher de 37 anos recebeu voz de prisão acusada de desferir três facadas em outra pessoa de 47 anos durante desentendimento em Tupã, na tarde dessa terça-feira, dia 29. A vítima foi conduzida para atendimento médico e constatou três ferimentos em suas pernas, um deles muito profundo, e seu estado de saúde era considerado grave, na tarde de ontem. O caso de tentativa de homicídio – flagrante aconteceu por volta das 16h00 na Rua Abel Ferreira Leite, na Praça Marajoara, e foi registrado pelo Comando Grupo Patrulha (CGP) II com o 2º sargento Valentin e cabo Alex e apoio da equipe composta pelo cabo Mauro e soldado Augusto.

Segundo a Polícia Militar, a equipe recebeu informação através do Corpo de Bombeiros sobre uma possível tentativa de homicídio ocorrida na Praça da Marajoara e que a vítima já havia sido socorrida pela ambulância municipal. Em ação coordenada pela equipe do CGP II, os policiais militares se deslocaram para o local dos fatos e constataram grande quantidade de sangue. A PM informou ainda que populares apontaram uma mulher como a autora da agressão e que a agressora muito exaltada e exalando odor etílico confessou que havia sido xingada e não aceitando tal xingamento pegou uma faca de serra que carrega consigo e desferiu três facadas nas pernas da vítima.

Os policiais militares deram voz de prisão a mulher, pelo crime de tentativa de homicídio qualificado. Com apoio da outra equipe, foi realizado contato na Santa Casa de Tupã e constatado que a vítima encontrava se em estado grave, correndo risco de morte, e com duas perfurações na perna esquerda e uma perfuração profunda na perna direita. A arma do crime fora localizada pelo Corpo de Bombeiros e entregue a equipe policial no hospital. Conduzido à Central de Polícia Judiciária (CPJ), após tomar ciência do estado de saúde da vítima, o delegado de plantão ratificou a voz de prisão pelo crime de tentativa de homicídio qualificado e a mulher permaneceu à disposição da justiça. A PM preservou o local dos fatos.

Ele1 - Criar site de notícias