Sexta, 15 de Janeiro de 2021 23:55
18 99746 6403
Política e Economia Política

Câmara de Salmourão, por maioria, pode deixar funcionários municipais sem salários

Projetos de créditos adicionais suplementares foram rejeitados, o que inviabiliza fechamento de contas de 2020.

24/12/2020 10h20
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira Fonte: Informações Metrópole FM
Câmara de Salmourão, por maioria, pode deixar funcionários municipais sem salários

A Prefeitura de Salmourão informou à imprensa hoje que a Câmara Municipal rejeitou por maioria de votos os projetos de Lei 29/2020 e 30/2020, que dispõe sobre autorização de abertura de créditos adicionais suplementares. Na prática são autorizações contábeis para que a Prefeitura possa utilizar o caixa do tesouro próprio a fim de arcar com despesas de fim de mandato, o que incluiu o pagamento dos salários de todo funcionalismo municipal.

De acordo com o presidente da Câmara, Wesley Barbosa, os projetos foram rejeitados por 5 votos a 3. Votaram contra as proposituras os vereadores Antônio Villas, Eduardo Oliva, Fernando Roçato, Sonia Gabau e Leandro de Paula. Votaram pela aprovação do projeto os vereadores João Lemes, Diego Demori e Nivaldo Parra.

A solicitação de suplementação (abertura de crédito no orçamento) foi da ordem de R$ 472 mil (Projeto 29/2020) e mais R$ 180 mil (Projeto 30/2020).

"Estamos finalizando a nossa gestão, mas ficamos chateados em relação à rejeição dos projetos. São dotações onde deveríamos adequar as contas para viabilizar o pagamento dos salários dos funcionários e mais contas de 2020. Inicialmente enviamos o Projeto de R$ 472 mil, mas foi rejeitado. Depois uma readequação apenas para garantir os salários de dezembro dos servidores, da ordem de R$ 180 mil, que também foi rejeitado", disse o prefeito, Ailson de Almeida (DEM).

O prefeito comparou as situações. "Para o pagamento dos servidores os vereadores rejeitaram os projetos, mas vale lembrar que o dinheiro para pagamento dos salários deles [vereadores] já estava assegurado e devem estar recebendo até amanhã os seus vencimentos. Foram os últimos quatro anos em que eles tentaram impedir o trabalho da administração. São eles Antônio Villas, Eduardo Oliva, Fernando Roçato, Sonia Gabau e Leandro de Paula, que sempre tentaram foram contra a administração. Agora não estão preocupados com os funcionários", desabafou o Prefeito Ailson Almeida.

O prefeito lembrou que seguiu com seu trabalho, mesmo após a administração, mas lamentou a postura de alguns vereadores. "Esses vereadores que votaram contra não se preocuparam com os funcionários, mas vou tentar aqui a minha maneira garantir os pagamentos. Mas a população, em especial os servidores e o comércio de Salmourão, devem saber quem coloca a política à frente dos interesses da economia local e do bem estar das famílias dos nossos colaboradores. Lamento muito", afirmou o prefeito Ailsinho.

Ele1 - Criar site de notícias