Sábado, 16 de Janeiro de 2021 00:00
18 99746 6403
Polícia Tent. de homicídio

Após atirar 'acidentalmente' em sobrinho, homem é preso por tentativa de homicídio

Ocorrência foi na noite desta terça-feira (22), no Centro, em Presidente Prudente. Vítima foi socorrida e levada à Santa Casa de Misericórdia.

23/12/2020 08h54
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira Fonte: Informações G1
Foto: Aline Costa/G1
Foto: Aline Costa/G1

Um homem, de 55 anos, foi preso em flagrante por tentativa de homicídio e posse ou porte ilegal de arma de fogo na noite desta terça-feira (22), no Centro, em Presidente Prudente.

Segundo informações do Boletim de Ocorrência, o suspeito teria disparado um tiro contra o próprio sobrinho, de 28 anos, após uma discussão familiar. Posteriormente, o homem seguiu para a cidade de Piquerobi.

A Polícia Civil alegou que, conforme informações da Polícia Militar, soube que o homem possuía uma propriedade rural em Piquerobi. Durante o percurso até o local, já na estrada que dá acesso à propriedade, a equipe divisou com o veículo e abordou o condutor, que foi identificado como funcionário do suspeito.

O funcionário disse à polícia que estava saindo da propriedade rural do suspeito. Questionado sobre onde o patrão estava, o funcionário negou que o homem estivesse na propriedade, mas afirmou que após contato com o patrão, ele solicitou que se encontrassem em Presidente Prudente, na casa de uma outra funcionária. O funcionário ainda foi questionado sobre o ocorrido entre o patrão e o sobrinho, mas alegou desconhecer os fatos.

A equipe acompanhou o funcionário até a residência em Prudente e quando chegaram na casa da outra funcionária do suspeito, o homem foi identificado dentro do imóvel, no imóvel.

O suspeito, de acordo com a ocorrência, foi abordado e revistado, mas nada de ilícito foi encontrado.

Ao ser indagado sobre o que havia acontecido, o suspeito contou à polícia que após se desentender com o sobrinho e ser agredido por ele no olho e na boca, ao colocar a mão no bolso, "disparou acidentalmente a arma que portava, atingindo o sobrinho".

O homem confirmou que a arma era de sua propriedade e que a adquiriu no Paraguai. Depois do disparo, jogou o objeto na frente do imóvel onde ocorreu o desenvolvimento e foi para a residência da funcionária.

A funcionária e proprietária da casa onde o suspeito foi encontrado, negou que estava trabalhando para o homem e que ele havia chegado em sua casa sozinho, a pé, nervoso e que depois confirmou que atirou no próprio sobrinho.

A suposta funcionária e o suspeito foram levados à Delegacia Participativa da Polícia Civil, sem apresentar qualquer tipo de resistência, conforme o boletim.

A Polícia Civil ainda conversou com o pai da vítima, que relatou ser casado com a irmã do suspeito. O pai da vítima ainda falou que o relacionamento dele com o suspeito é "amistoso, porém sempre com o pé atrás", pois de acordo com o pai da vítima, o suspeito gostava de resolver as coisas na brutalidade.

O marido da irmã do suspeito também contou à polícia que há 15 dias manifestou seu descontentamento ao suspeito, que apesar de um combinado a aquisição de parte de uma herança de sua esposa mediante pagamento à vista, o suspeito vinha, desde então, tentando convencê-la a vender parta do bem mediante pagamento parcelado, situação com a qual o marido não concordava. No período não houve discussão, mas, desde então, o pai da vítima não conversava com o irmão de sua esposa.

No entanto, nesta terça-feira (22), o suspeito estava na casa da irmã e conversava com ela na copa, quando em determinado momento, a mulher chamou o marido para participar da conversa, momento em que ele abriu a porta e ao se deparar com o ambiente, disse aos dois que "sempre ficavam de conversa escondida".

O suspeito contestou o comentário do cunhado, que continuou a afirmar que ambos estavam conversando às escondidas.

Neste momento, conforme o boletim, o suspeito se levantou e retirou do bolso uma arma de fogo. O cunhado não soube informar se tratava de um revólver ou pistola, pois ficou muito nervoso.

De acordo com a ocorrência, neste momento o suspeito teria apontado a arma para o rosto do marido da irmã, momento em que a mulher se pôs entre ambos para defender o marido e com isso evitar que o irmão atirasse nele.

Durante a situação, o filho do casal e sobrinho do suspeito, chegou ao local e começou a afastar o tio de seu pai, desferindo um soco no suspeito.

O marido da irmã do suspeito disse à polícia que viu quando o cunhado atirou em seu filho, o atingindo na região das costas. A vítima caiu no chão e, sua filha, que é médica, o socorreu.

Após o ocorrido, o pai da vítima, segundo o boletim, empurrou o suspeito para fora de sua casa e trancou a porta, mas logo em seguida, possibilitado de deixar o ambiente pois o portão estava fechado, solicitou que sua irmão o abrisse. A mulher abriu o portão e o homem deixou o local.

A vítima foi socorrida e levada à Santa Casa de Misericórdia, em Presidente Prudente, permanecendo internado por conta dos ferimentos.

O homem teve a prisão em flagrante revertida em preventiva e permaneceu à disposição da Justiça.

Ele1 - Criar site de notícias