Sexta, 15 de Janeiro de 2021 23:41
18 99746 6403
Cidades Pedágios

Obras das praças de pedágio já mudam o cenário nas rodovias da região

Previsão é que as novas praças de pedágio entrem em operação em junho do ano que vem.

21/12/2020 09h13
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira Fonte: Informações Siga Mais
Obras da praça de pedágio na SP-294, Entre Parapuã e Iacri, em 17 de dezembro (Foto: Maikon Moraes/Siga Mais).
Obras da praça de pedágio na SP-294, Entre Parapuã e Iacri, em 17 de dezembro (Foto: Maikon Moraes/Siga Mais).

Estão em andamento as obras de construção das praças de pedágio nas rodovias Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294) e Assis Chateaubriand (SP-425), na região, sob concessão da Eixo SP. Na Nova Alta Paulista, duas obras seguem em ritmo acelerado, nos trechos entre Lucélia e Inúbia Paulista e entre Parapuã e Iacri. Já na SP-425, duas obras acontecem no trecho do município de Martinópolis.

Segundo apurou o Siga Mais, as obras de construção das praças de pedágio foram iniciadas em setembro. Em três dessas quatro obras, em trecho de pista simples, há remanejamento do fluxo viário para o acostamento, com sinalização de orientação aos motoristas.

A Concessionária recomenda ao motorista que trafegue em velocidade reduzida e evite parar sobre a pista para observar o trabalho das equipes, conduta que oferece o risco de colisão traseira.

Operação deve ser iniciada em junho

As novas praças de pedágio devem entrar em operação em junho do ano que vem, um ano após a assinatura do contrato de concessão dessas rodovias.

Desde então, a concessionária assumiu também a manutenção dos trechos agora sob sua administração e realiza intervenções imediatas como tapa-buraco, correção de ondulações e trincas, recuperação das sinalizações horizontal e vertical, reforço na sinalização onde for necessário, melhorias, desobstruções e ampliações dos sistemas de drenagem e, ainda, serviços na faixa de domínio como poda de mato e remoção de obstáculos.

Previsão de valores dos pedágios

Os valores no trecho entre Bauru e Panorama variam de R$ 8,87 a R$ 4,63. A informação foi dada pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo). Veja os valores previstos para tarifa cheia:

SP-294 | km 367 | Bauru: R$ 8,87

SP-294 | km 426 | Marília: R$ 8,00

SP-294 | km 477 | Pompéia: R$ 8,13

SP-294 | km 551 | Iacri: R$ 7,79

SP-294 | km 581 | Inúbia Paulista: R$ 5,43

SP-294 | km 623 | Junqueirópolis: R$ 6,04

SP-294 | km 668 | Trecho Dracena - Panorama: R$ 4,63

Segundo informou a Artesp, as tarifas cheias poderão sofrer descontos progressivos, de acordo com o número de passagens pelas cabines automáticas de pedágio durante o mês, no mesmo sentido. No ponto mais caro, em Bauru, a tarifa cheia é de R$ 8,87. Para quem usar do pagamento automático pelo sistema Desconto para Usuário Frequente (DUF), no trigésimo dia do mês, por exemplo, a tarifa será de R$ 3,79. O valor diminui a cada dia, dentro do mês. Acesse aqui e veja o detalhamento das tarifas pelo DUF.

A Artesp explica que essa modalidade de desconto visa atender, principalmente, os munícipes da região que usam as rodovias diariamente. Além do desconto pelo DUF, está previsto desconto de 5% no valor nominal da tarifa para os pagamentos realizados nas cabines automáticas, com tag.

Duplicação da SP-294

Além dessas intervenções iniciais, a Artesp destaca que estão previstas diversas obras de ampliação que serão viabilizadas com a receita dos pedágios em toda a malha concedida, que compreende 1.273 quilômetros de rodovias.

Em especial, na SP 294, estão previstas obras de duplicação da SP-294 entre Marília e Panorama (o que deve ocorrer no décimo ano da concessão), construção vias marginais em Dracena e Marilia e o novo desvio em Pompéia, que irá tirar o trânsito rodoviário da cidade. 

 

Ele1 - Criar site de notícias