Sábado, 16 de Janeiro de 2021 14:09
18 99746 6403
Política e Economia Fase Amarela

Parapuã e cidades da região permanecem na fase amarela do Plano São Paulo

Comerciantes temiam a regressão, porém as cidades continuam na fase amarela.

30/11/2020 12h52 Atualizada há 2 meses
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira
Parapuã e cidades da região permanecem na fase amarela do Plano São Paulo

 

O governador João Doria (PSDB) apresentou nesta segunda-feira (30), às 12h45, no Palácio dos Bandeirantes, a nova atualização do Plano São Paulo e medidas de quarentena para controle da pandemia do novo coronavírus.

Com a atualização o Departamento Regional de Saúde (DRS) de Marília, que engloba Parapuã, permanece na fase amarela, onde estabelecimentos podem abrir, mas com horário reduzido e capacidade limitada.  Apesar de um “certo alívio” já que havia a preocupação da região regredir, a notícia ainda é bastante preocupante se levarmos em consideração o mês natalino e o comércio varejista, bem como proprietários de bares, lanchonetes e restaurantes que depositam nesta época do ano expectativas de aumento nas vendas, que agora se baseia na incerteza perante o desgaste econômico que a pandemia vem causando em todo o país.

Além de Parapuã, também estão vinculados ao DRS de Marília os municípios de Adamantina, Flórida Paulista, Inúbia Paulista, Lucélia, Mariápolis, Osvaldo Cruz, Pacaembu, Pracinha, Rinópolis, Sagres e Salmourão.

O governo de São Paulo colocou todo o estado na fase amarela do plano de flexibilização econômica. 

Entenda como funciona a Fase Amarela:

 Academias de esporte de todas as modalidades e centros de ginástica terão capacidade de ocupação máxima limitada de 60 para 30% do local e o horário reduzido de 12 para 10 horas, serão permitidas aulas e práticas individuais, já aulas e práticas em grupo serão suspensas;

Ocupação máxima de Shopping centers, galerias, comércio e serviços passa de 60 para 40% da capacidade e o horário de funcionamento passa a ser reduzido de 12 para 10 horas por dia;

Praças de alimentação devem ser ao ar livre ou em áreas arejadas;

O consumo local em restaurantes ou bares devem funcionar somente ao ar livre ou em áreas arejadas, a ocupação máxima passará de 60 para 40% da capacidade do local e o horário de funcionamento será restrito a 10 horas por dia;

Ocupação máxima de salões e barbearias passa de 60 para 40% da capacidade e o horário de funcionamento passa a ser reduzido de 12 para 10 horas por dia;

Eventos, convenções e atividades culturais com público em pé voltam a ser proibidos. Além disso, terão sua capacidade máxima limitada de 60 para 40%, o controle de acesso será obrigatório, assim como hora e assentos marcados.

 

Estado todo está na fase amarela do Plano São Paulo

  •  
Ele1 - Criar site de notícias