Sexta, 04 de Dezembro de 2020 01:49
18 99746 6403
Polícia Polícia

Ação rápida da Polícia evita golpe que seria aplicado em Parapuã

Golpista usou dados de outro Policial para enganar os envolvidos no caso.

10/11/2020 09h14
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira
Foto: Guia Online Parapuã
Foto: Guia Online Parapuã

 

Policiais Militares de Parapuã em ação rápida na manhã desta segunda-feira (09), por volta das 10h, impediram que um golpe bastante comum fosse aplicado em um morador do município e, em outras pessoas envolvidas.

A tentativa de golpe, que se consumado configura crime de estelionato, tinha como objetivo obter um lucro indevido de aproximadamente R$22 mil reais, onde o então golpista em posse de fotos de uma caminhonete pertencente a um morador do município fez um anúncio de venda do automóvel por um valor abaixo da tabela FIPE, chamando a atenção das pessoas que seriam as compradoras do bem indevidamente anunciado.

A Polícia descobriu que se tratava de um golpe após o morador do município, proprietário da caminhonete, acionar a corporação e informar as características das pessoas que seriam as responsáveis em olhar o carro para o então golpista, que fez contato com o morador de Parapuã antes dizendo que estava interessado em comprar sua caminhonete e que essas pessoas iriam vir até a cidade para conferir as características do bem em nome dele, quando na verdade elas foram também enganadas, uma vez que o golpista se passou por dono e estaria ofertando a caminhonete a essas pessoas por um valor inferior ao da tabela FIPE, e elas demonstraram interesse em comprar e estariam na cidade por esse motivo. Caso o golpe fosse aplicado essas pessoas pagariam 22 mil reais para o golpista, que já havia feito todo "o campo" para que o crime fosse aplicado, e consequentemente ele ficaria com o dinheiro e as pessoas sem o automóvel. 

Temos, portanto, 3 (três) pessoas que estão envolvidas neste fato: o vendedor proprietário da caminhonete, o comprador (as pessoas) e o golpista. Vale relembrar que vendedor e comprador são duas pessoas de boa-fé e ambos seriam vítimas do golpe.

Da cordo com informações fornecidas pelo Sargento Sypriano, o golpista ainda se passava por um Policial Militar de um determinado batalhão, motivo pelo qual a tentativa de golpe foi descoberta.

Após esclarecer os fatos ao atual proprietário do veículo, os Policiais em patrulhamento pela cidade encontraram as outras pessoas e informaram a elas que o ato se tratava de um golpe. O crime foi evitado graças a rápida ação dos Policiais Parapuenses Cabo Willians, Cabo Rigo, Sargento Sypriano, com apoio do investigador da Polícia Civil Nei.

Um boletim de ocorrência foi registrado para resguardar a identidade do Policial, que teve seus documentos usados pelo golpista para a tentativa de golpe.

 

 

Ele1 - Criar site de notícias