Quinta, 24 de Setembro de 2020 15:26
18 99746 6403
Saúde Morte Confirmada

Homem de 68 anos morre em decorrência do novo coronavírus em Tupã

O número de casos confirmados chega a 806, sendo 12 ainda em período de transmissão.

15/09/2020 08h50
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira
Homem de 68 anos morre em decorrência do novo coronavírus em Tupã

A Prefeitura Municipal de Tupã confirmou mais um caso de óbito em decorrência de coronavírus, divulgado no boletim epidemiológico desta segunda-feira (14/09). Em nota a Prefeitura lamenta a nova perda e se solidariza com os familiares e amigos da vítima, um homem de 68 anos que estava internado desde o início de agosto.

O balanço mostra também que mais 11 casos suspeitos foram descartados após terem exame negativo para a doença. Outros 28 novos casos suspeitos foram notificados. Foram registrados ainda mais 4 casos positivos da doença por notificação. Felizmente, mais 14 pacientes venceram a Covid-19 e estão considerados recuperados.
Com os novos dados, a prefeitura já realizou um total de 7.278 exames desde o início da pandemia, com 6.434 resultados negativos. Já o número de casos confirmados chega a 806, sendo 12 ainda em período de transmissão.
Tupã registrou até o momento 34 óbitos. Além disso, 38 casos suspeitos ainda estão aguardando resultado, incluindo 1 óbito sob investigação. A boa notícia é que 760 já pacientes se recuperaram da doença em Tupã. A prefeitura informou ainda uma alteração na forma de divulgação da taxa de ocupação hospitalar.

A taxa de ocupação da enfermaria passa a ser divulgada como percentual de pacientes hospitalizados em relação aos 20 leitos destinados aos pacientes de coronavírus (que incluem leitos de enfermaria e semi-UTI, com devido acompanhamento e equipamentos como cateter de oxigênio, entre outros). Nesta segunda-feira o percentual de hospitalizados foi de 30%, com 25% de pacientes de Tupã e 5% de pacientes da região.
Outra mudança é que ao invés de divulgar o percentual de leitos ocupados na UTI, a partir desta semana, o boletim epidemiológico passará a divulgar o percentual de utilização de respiradores mecânicos (15 no total), equipamento essencial para o tratamento dos pacientes graves de Covid-19.
A mudança permite melhor acompanhamento da evolução dos quadros graves da doença já que pelo sistema anterior, muitas vezes o paciente se encontrava internado na UTI de forma preventiva, mas sem necessidade de utilização de respirador mecânico. Dessa forma, nesta segunda-feira, nenhum respirador mecânico estava sendo utilizado em pacientes de coronavírus.

Ele1 - Criar site de notícias