Segunda, 10 de Agosto de 2020 09:00
18 99746 6403
Cidades Contraprova

Contraprova do óbito por Covid-19 em Osvaldo Cruz teve resultado negativo; DRS mantém doença como causa da morte

DRS de Marília considera válido o teste rápido que foi positivo para o caso; Secretaria de Saúde emitiu nota sobre o assunto.

17/07/2020 09h20
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira Fonte: Assessoria de Imprensa/Metrópole FM
Contraprova do óbito por Covid-19 em Osvaldo Cruz teve resultado negativo; DRS mantém doença como causa da morte

O exame de contraprova realizado pelo Instituto Adolfo Lutz do único óbito pelo Novo Coronavírus (Covid-19) registrado em Osvaldo Cruz, teve resultado negativo.

A Secretaria Municipal de Saúde emitiu uma nota a respeito do assunto e destacou que a DRS de Marília considera como válido o resultado do teste rápido positivo, portanto, o município continua com um óbito positivo para a doença. Segue a nota na íntegra:

A Secretaria Municipal de Saúde, a respeito da morte de única paciente pela Covid-19 no Município, manifesta-se nos seguintes termos:

1 - A paciente em questão deu entrada no sistema de saúde com sintomas de comprometimento respiratório no dia 24 de junho, quando foi submetida à internação.

2 - A paciente era cardiopata e portadora de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

3 - O quadro de saúde da paciente piorou em 04 de julho último, quando foi submetida a teste rápido na modalidade IGG/IGM de verificação da Covid-19 com resultado positivo para a doença. O teste rápido foi mediante amostra de sangue para demonstrar a presença de anticorpos do novo coronavírus.

4 - Ocorre que no dia 05 de julho a paciente veio a óbito.

5 - Mesmo assim, orientada pela Vigilância Epidemiológica da Direção Regional de Saúde de Marília a exame de contraprova na modalidade SWAB  (retirada de amostra viral de orofaringe e nasofaringe com uso de hastes de algodão), a paciente foi submetida a coleta de material, cujo resultado foi negativo em 13 de julho último para a Covid-19.

6 - Diante dos resultados, a Vigilância Epidemiológica de Osvaldo Cruz solicitou ao Grupo de Vigilância Epidemiológica da Direção Regional de Saúde de Marília orientação técnica para encerramento do caso e a orientação foi a seguinte: "Considerando o quadro clínico e radiológico da paciente, o resultado do teste rápido ser realizado e as limitações em interpretarmos o exame de PCR* (exame que utiliza técnicas de biologia molecular para detecção do vírus SARS-CoV2 - novo coronavírus- estar presente no corpo), que teve sua coleta após o período ideal (11° dia), considere-se este caso como CONFIRMADO PARA COVID-19".

7 - De acordo com protocolo do Ministério da Saúde, as amostras clínicas para exames deverão ser coletadas preferencialmente até o 3° dia após o início dos sintomas e, no máximo, até 7 dias após o início dos sintomas, independente de utilização de medicação ou vacinação prévias. 

8 - No caso da paciente que veio a óbito por Covid-19 em Osvaldo Cruz o teste rápido ocorreu no 10° dia de sintomas e o de contraprova no 11° dia de sintomas (e dia da morte). 

Ele1 - Criar site de notícias