Quarta, 28 de Outubro de 2020 07:43
18 99746 6403
Nacional Covid-19

Bauru começa a usar câmara fria para acomodar corpos durante pandemia do coronavírus

Equipamento doado pela Receita Federal para atender inicialmente os moradores em condições de vulnerabilidade social foi usado pela 1ª vez com paciente que morreu por suspeita de Covid-19.

28/04/2020 15h28
Por: Redação Guia Online Parapuã - Diogo Oliveira Fonte: G1 Bauru
Bauru começa a usar câmara fria para acomodar corpos durante pandemia do coronavírus

A prefeitura de Bauru (SP) usou pela primeira vez a câmara fria instalada no Cemitério do Redentor para atender as medidas previstas no protocolo de enterro rápido nos casos de suspeita ou confirmação de Covid-19.

O equipamento doado pela Receita Federal foi instalado no último dia 10 de abril no Cemitério Municipal do Redentor. No domingo (26), o corpo de um homem de 27 anos precisou ser colocado na câmara para aguardar o enterro que foi realizado no dia seguinte, no cemitério Cristo Rei.

Ele morreu após dar entrada no Posto Avançado Covid-19, o PAC, com sintomas da doença e horas depois ele veio óbito por síndrome respiratória de aguda grave e o caso é investigado como morte suspeita por coronavírus.

Segundo a prefeitura, a medida atende recomendações do Ministério da Saúde, referentes ao manejo de corpos no contexto da pandemia do coronavírus e o protocolo do enterro rápido nesses casos.

Como a vítima morreu durante à noite e não há o serviço de sepultamento nesse período, o corpo foi levado para a estrutura por volta das 3h da segunda-feira e enterrado foi às 9h.

Ainda segundo a prefeitura, a câmara foi instalada no Cemitério do Redentor para atender, inicialmente, munícipes em condições de vulnerabilidade social, por ser esse o único cemitério da cidade com espaço reservado para os enterros assistenciais (são cerca de 50 por mês).

Mas agora, em tempos de pandemia, o local também é utilizado no caso de morte suspeitas ou confirmadas por coronavírus, quando não se pode fazer velório e, em casos de mortes à noite, os corpos irão para a câmara fria, ao invés de ficar na unidade de saúde onde a pessoa veio à óbito.

A prefeitura também fez ampliações no cemitério e a Emdurb, que administra os cemitérios municipais, adquiriu urnas que também foram guardadas no local como parte das ações estabelecidas pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Bauru.

Nova área foi aberta no Cemitério do Redentor em Bauru — Foto: César Culiche / TV TEM

Foto: César Culiche / TV TEM

Ele1 - Criar site de notícias