TOPO
Coronavírus

Contraprova confirma 1º caso de coronavírus no Brasil

Ao retornar de viagem à Itália, o paciente teve sintomas como febre, tosse seca, dor de garganta e coriza

25/02/2020 21h06Atualizado há 1 mês
Por: Diogo Oliveira
Fonte: Com informações Veja e Agência do Estado

Um homem de 61 anos testou positivo para coronavírus, em São Paulo, de acordo com secretaria de saúde do estado. Uma contraprova realizada pelo governo brasileiro confirmou o primeiro caso do novo coronavírus no Brasil e na América Latina, disse uma fonte à agência de notícias Reuters nesta quarta-feira, depois de o hospital Albert Einstein ter informado a possível infecção, em São Paulo.

O homem, que não teve a identidade divulgada, passou por observação no Hospital Israelita Albert Einstein, na Zona Sul da capital paulista, e, segundo a instituição, foi enviado para casa onde ficará isolado pelos próximos 14 dias.

 Na data de ontem (25) o Hospital Israelita Albert Einstein notificou o Ministério da Saúde. O hospital enviou a amostra do exame para o laboratório de referência nacional, Instituto Adolfo Lutz, para contraprova e confirmação do diagnóstico.

A fonte familiarizada com o assunto falou sob condição de anonimato porque o governo ainda não anunciou o resultado do teste.

 O homem viajou sozinho para a Itália no período de 9 a 21 de fevereiro. Ele ficou na região de Lombardia (norte do país), considerado foco do surto de COVID-19. Ao retornar, o paciente teve sintomas como febre, tosse seca, dor de garganta e coriza.  

OUTROS CASOS

Outros três casos suspeitos de coronavírus são investigados em São Paulo. São todos adultos: no total, três da capital e um de Bauru (incluindo o paciente provavelmente infectado). Além disso, todos os pacientes são viajantes que vieram de algum dos países que entraram na lista de vigilância do Ministério da Saúde.

 A Itália já tem 322 casos confirmados de infecção e agora figura no rol de países que demandam atenção, assim como Austrália, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Camboja, Filipinas, Japão, Malásia, Vietnã, Cingapura, Tailândia, Alemanha, França, Irã e Emirados Árabes.

  O Brasil recebeu ao menos 5,3 mil voos, em 2019, desses países. O número de passageiros que vieram da Itália, França, Alemanha e Emirados Árabes soma 1,3 milhão de pessoas, segundo informações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). 

 O ministério da Saúde lembra que pessoas que apresentarem sintomas como febre, dificuldade para respirar, tosse ou coriza e que tenham histórico de viagem em área com circulação do vírus ou contato próximo com algum caso suspeito ou confirmado par ao vírus devem procurar o serviço de saúde. A prevenção pode ser feita com uso de máscaras, higienização das mãos e não compartilhamento de objetos de uso pessoal. 

 Em todo o Brasil, já foram descartados 54 casos suspeitos. 

 

Ele1 - Criar site de notícias